Como reduzir o consumo de água?

A água, com o passar do tempo, está se tornado um bem cada vez mais escasso. São vários os motivos disso, principalmente pelo fato de que desperdiçamos muita água, seja pelo uso exagerado dela, ou por conta de vazamentos que demoramos a consertar e acabam gerando conta alta.

Ou seja, além consertar todo e qualquer dano proveniente de vazamentos, há outros métodos para você economizar água, e ajudar nessa questão contra o desperdício.

São essas dicas que daremos a seguir, que fará você gastar menos, e contribuir para um consumo racionalizado e consciente.

Método adequado de tomar banho

Um dos maiores desperdícios feitos pelas pessoas quando estão em casa é quando estão tomando banho. Litros e mais litros são desperdiçado, quando, na verdade, esse poderia ser um momento ideal para um uso consciente da água.

Por exemplo, o mais adequado é que você fique atento se não há infiltrações no local e sempre feche o registro quando não estiver usando a água para se lavar (quando estiver se ensaboando, por exemplo).

Fora isso, a duração excessiva de um banho também ajuda nessa questão do desperdício. Por exemplo: ficar no chuveiro por uns 15 minutos consome, em média, uns 135 litros de água (de uma única vez), conforme observado pela Sabesp.

Ou seja, se formos contabilizar isso como um todo, podemos concluir que somente o chuveiro é responsável por cerca de uns 30% dos gastos mensais com água nos imóveis por aí.

Contudo, essa mesma quantidade gasta cai para apenas 45 litros caso você passe apenas 5 minutos tomando banho.

Limpeza de calçadas e carros

Por uma questão de praticidade e de rapidez, muitas pessoas acabam usando mangueira para lavar calçadas e carros por aí. Contudo, esse é um dos maiores desperdícios de água que se pode fazer, já que geralmente não se tem controle dos gastos dessa maneira.

Portanto, o ideal é racionalizar o uso da água lavando calçadas e carros usando baldes. De fato, acaba sendo mais demorado dessa maneira, mas, assim, você garante que não vai gastar tanta água para algo tão simples.

Também não é recomendável fazer isso com muita frequência, e sim, apenas quando for necessário. Pra limpar a calçada, por exemplo, você pode usar uma vassoura no decorrer da semana, e só lavá-la a cada 15 dias, por exemplo.

Uso da máquina de lavar roupas

Um aparelho que frequentemente é usado nas residências, e que consome bastante água é a máquina de lavar roupas. Uma dessas de 5 kg, por exemplo, consome cerca de 135 litros numa única lavagem.

Ou seja, o recomendável é não fazer uso dela com muita frequência; apenas quando for realmente necessário.

Na verdade, o ideal é que você junte suas roupas, e faça a lavagem delas 1 vez por semana, ou, a depender da necessidade, umas 2 vezes por semana, no máximo.

Mais do que isso pode ser um grande desperdício de água, tirando ainda a possibilidade, claro, de haver vazamentos em sua residência.

Reaproveitamento da água

E já que falamos da máquina de lavar roupas, é importante destacar que é possível reaproveitar a água que ela usa cada vez que é acionada. Geralmente, a água aqui vai pelo ralo, mas, ela pode ter utilidade para várias finalidades.

Por ela contar resíduos de sabão, ela pode ser facilmente usada, por exemplo, para a lavagem de certos locais do imóvel, como pisos e quintal. Dá até mesmo para reaproveitar essa água para regar plantas.

Se você quiser, pode guardar essa água por alguns dias, mas, terá que usar um pouco de claro para evitara proliferação de micro-organismos que causem mau cheiro. Fora isso, é perfeitamente possível economizar com esse tipo de água.

Até mesmo porque uma lavagem comum numa calçada, mesmo usando baldes, consome cerca de 200 a 250 litros de água. Já uma lavagem de carro pode consumir cerca de 500 litros de água. Ou seja, quanto mais você puder evitar esse gasto, melhor.

Uso da máquina de lavar louças

Outro aparelho muito prático nas residências hoje em dia, mas que pode causar grande desperdício de água se mal utilizada é a máquina de lavar louças.

Uma máquina dessas que seja minimamente eficiente pode gastar 8 litros de água a cada ciclo (o que equivale a uns 60 itens). O problema está em justamente não usar esses 60 itens e lavar as louças aos poucos, utilizando a máquina inúmeras vezes ao dia.

Portanto, o mais indicado é que uma máquina de lavar louças seja usada uma única vez por dia para lavar um quantitativo de pratos, talheres e panelas que tenha se acumulado.

E, só lembrando que, ainda assim, uma máquina dessas traz uma grande economia, já que deixar uma torneira aberta por cerca de 15 minutos para lavar louças gasta, em média, cerca de uns 240 litros de água (de uma única vez!).

Porém, se mesmo assim, você não puder ter uma máquina de lavar louças, você ainda pode economizar água do jeito tradicional.

Basta tirar o excesso de comida da louça com uma esponja (e sem usar água). E quando estiver ensaboando os materiais, fique com a torneira fechada, ok?

Por sinal, falando em torneiras, feche-as bem para que elas não fiquem pingando sem que você perceba, e desperdice água.

Horário ideal para regar plantas

Regar plantas é um excelente passatempo, e deixa sua residência ainda mais leve e bonita. Contudo, é necessário ter consciência também em relação à água utilizada para molhar essas plantas (até mesmo para o bem delas).

O ideal é que você regue suas plantas ou de manhã muito cedo, ou à noite. Isso porque quando o ambiente está muito quente a água é facilmente evaporada e as plantas praticamente não aproveitam nada dela, e você terá que regá-las cada vez mais (com um gasto ainda maior).

Quando a rega é feita em horários de clima mais ameno, contudo, a evaporação é mais demorada, e a quantidade de água usada pode ser menor.

Também é importante salientar que você dê preferência para regar as plantas com regador, e não com mangueira (a não ser que se trate de uma área muito extensa, como um jardim, por exemplo).

Descarga com válvula dupla

Pode não parecer, mas, um dos grandes desperdícios de água e que nem são tão difíceis de detectar ocorrem por meio da descarga. Cada acionamento dela gasta alguns bons litros de água, porém, isso pode ser amenizado caso instale uma válvula de duplo acionamento.

Esse sistema é bem simples, liberando apenas a quantidade de água que for necessária para cada ocasião. Existem as mais comuns, que liberam 3 e 6 litros.

É um tipo de válvula que também pode ser instalada, tanto nas descargas de parede, quanto em caixas acopladas>.

Cuidados com a água da piscina

Além dos cuidados prévios com as instalações da piscina, cuidados estes que podem ser analisados por um encanador hidráulico, a água da piscina precisa ser bem cuidada para que não haja a necessidade de enchê-la com muita frequência.

Por isso, o primeiro passo é que você a cubra sempre que não a estiver usando, pois, dessa forma, a evaporação diminui em até 90%.

Numa piscina que tenha um tamanho médio, por exemplo, a perda de água somente pela evaporação é de quase 4 mil litros por mês, o que é a quantidade de consumo de água de 4 pessoas por ano em média.

E, a melhor forma de cobrir bem uma piscina é através de uma lona que com filtro UV, e que tenha durabilidade. São comuns em casas de agropecuária.

Individualização de Hidrômetros

Esta dica aqui serve especialmente para residências multifamiliares (principalmente em apartamentos), pois, os hidrômetros individuais permitem que os gastos de cada um dos locais contabilizado separadamente, tendo um controle maior.

Dessa forma, fica bem mais simples identificar custos mais elevados, e saber onde se pode economizar mais, e até mesmo detectar onde podem estar acontecendo vazamentos, uma vez que o cavalete de água também pode ser um indicador.

A cobrança também acaba sendo mais justa, especialmente se estivermos falando de apartamentos.

Substituição de mangueiras

É certo que as mangueiras são mais práticas no quesito de limpeza, mas, fazendo uma boa manutenção do que você deseja limpar durante a semana, às vezes, uma simples vassourada resolve.

Quando se trata de limpar a casa e a calçada, a vassoura pode substituir tranquilamente a mangueira, e mesmo quando for necessário usar água por conta do acúmulo de sujeira, a melhor alternativa (como dito anteriormente) é usar baldes e não a mangueira.

Só esses simples hábitos já garantem a economia de centenas e centenas de litros de água por mês, e evita ao máximo o desperdício de água.

Correção de todos os vazamentos

Por fim, um dos maiores desperdícios de água que você pode ter é justamente por meio de vazamentos. Apenas um simples e minúsculo furo em um cano qualquer pode jogar fora litros e mais litros de água diariamente.

Portanto, ao notar qualquer sinal de vazamento, como manchas, mofo e bolor nas paredes e tetos, pisos se descolando, torneiras pingando, e principalmente um aumento na conta de água, chame a Ligeirinho Caça Vazamentos para providenciarem o conserto com diversas vantagens e benefícios pelo serviço a ser prestado, dentre eles, o de baixo custo.

É importante que esse conserto seja realizado o mais rápido possível, pois um vazamento pode se alastrar para outros cantos do imóvel com muita facilidade, aumentando ainda mais o prejuízo.

E como evitar vazamentos?

De um modo geral, é bem simples. Primeiro, invista em equipamentos modernos que combatam o desperdício e que previna ao máximo qualquer tipo de vazamento. Aparelhos economizados nas principais saídas de água da casa é um bom começo.

Dentre esses aparelhos economizadores, podemos citar os arejadores (reduzem a vazão de água entre 50 e 80%) e torneiras com desligamento automático. Fora isso, tente trocar todos os componentes de sua rede hidráulica feitos de ferro por cobre.

Cuidado também ao fazer trabalhos técnicos com perfurações nas paredes que podem danificar a encanação local. Mesmo um simples prego para a colocação de um quadro pode provocar um grande estrago.

Além disso, mantenha em dia os procedimentos de limpeza e manutenção da sua rede hidráulica, como limpar e desinfetar a caixa d’água a cada 6 meses, ou substituir os componentes internos das válvulas reguladoras a cada 3 anos.

Com essas dicas, certamente você estará contribuindo bastante contra o desperdício de água, e economizará esse bem tão precioso (e cada vez mais em falta).

Dicas finais de consumo de água

Faça a coleta de água da chuva

Você pode fazer isso por meio de uma cisterna ou mesmo através de alguns recipientes. Só que é importante que tudo esteja devidamente tampado para evitar a proliferação de mosquitos. Essa água pode ser usada para descarga, limpezas de quintais, do carro e até mesmo do chão da residência sem problema algum. Ela só não é apropriada para o consumo humano, nem de animais.

Economize na hora de escovar os dentes

Quando você escovar os dentes, poderá enxaguá-los com água do copo, ao invés de usar a torneira. Só isso já economiza, pelo menos, uns 3 litros de água cada vez que escovar os dentes.

Cuidado na lavagem de frutas e legumes

Sempre que você for lavar frutas, legumes e verduras, o mais recomendável é usar uma panela, ou mesmo uma tigela de água, ao invés de usar água corrente, por exemplo. Depois também é importante que você reutilize essa água para outras tarefas, como limpar o chão, ou mesmo regar suas plantas.

Reaproveite a água do ar-condicionado

Sabe aquela água que fica pingando do ar-condicionado, sempre que ele está ligado? Então, que tal colocar um balde debaixo dele e reaproveitar essa água para outras atividades, como, por exemplo, usar na descarga, ou pra lavar calçadas e quintais?

Agora que você já sabe como economizar água (inclusive, ficando bastante atento à questão de vazamentos), cabe seguir essas dicas que serão bastante úteis e necessárias em todos os sentidos. Afinal, não dá pra jogar fora um bem tão importante quanto a água.