Reparo de vazamentos

Assim que você notar qualquer sinal de um vazamento ou infiltração de água, é importante providenciar o reparo da avaria o quanto antes. Isso vai evitar uma série de transtornos, como conta alta devido ao desperdício de água e deterioração da estrutura do local.

Uma boa manutenção hidráulica é feita, pelo menos, a cada 10 anos, pelo menos. Em caso do imóvel nunca ter passado por uma manutenção assim, o mais recomendável é que ela seja feita o quanto antes. Pra isso, é preciso ficar atento, pois existem alguns tipos de manutenção hidráulica que podem favorecer o imóvel naquele momento.

Tipos de manutenções

Existem três tipos de manutenção para sistemas hidráulicos: preventiva, preditiva e corretiva.

Amanutenção preventiva, feita quando não há danos aparentes na rede hidráulica, servindo para localizar vazamento de água que ainda não tenha sido detectado, e corrigi-lo a tempo. Também tem a manutenção preditiva, que são ações de prevenção realizadas por equipamentos que captam falhas operacionais da rede hidráulica com muita eficácia.

E também existe a manutenção corretiva, que realiza consertos e reparos no momento em que os problemas surgem. É o tipo de manutenção que acontece para solucionar imprevistos, e que, após a sua realização, pode ser feita uma do tipo preventiva.

No entanto, você também pode fazer alguns reparo por conta própria ou contratar um técnico de caça vazamento para garantir o conserto rápido e seguro da avaria, com agilidade e sem quebra-quebra.

Materiais para reparos

Em caso de vazamentos simples, o reparo ou conserto, mesmo os preventivos, podem ser feito por você mesmo, mas, pra isso, você precisa recorrer a alguns materiais podem ser comprados em conjunto em kits de reparos hidráulicos.

Essas ferramentas e peças são necessárias para realizar reparos hidráulicos com eficiência e precisão, e, por isso, é importante saber como usar cada ferramenta e peça para evitar erros e garantir um reparo bem sucedido.

Ferramentas

  • Chave de boca ou chave inglesa: é usada para apertar ou soltar parafusos e conexões. É essencial para realizar qualquer tipo de reparo hidráulico.
  • Tesoura de tubo: é usada para cortar tubos de encanamento. É importante para cortar os tubos com precisão e evitar danos ao encanamento.
  • Ferramenta de solda: é usada para soldar tubos de encanamento. É essencial para reparos que envolvam soldagem.
  • Chave de fenda: é usada para apertar ou soltar parafusos. É importante para realizar reparos em conexões e fixações.
  • Chave de roda: é usada para regular a pressão dos registros de água. É importante para regular o fluxo de água no sistema hidráulico.
  • Fita de teflon: é usada para vedar juntas e conexões. É importante para evitar vazamentos e garantir uma boa vedação.
  • Varetas de limpeza: são usadas para limpar canos e drenos. É importante para remover entupimentos e garantir o bom funcionamento do sistema hidráulico.
  • Luva de correr: é usada para deslizar tubos de encanamento sobre outras peças. É importante para facilitar a instalação e reparo de tubos.
  • T e joelho: são peças de encanamento usadas para mudar a direção do fluxo de água. São importantes para adaptar o sistema hidráulico a diferentes necessidades.
  • Grifo: é uma válvula usada para controlar o fluxo de água. É importante para regular o fluxo de água e evitar desperdício.

Massa adesiva

Se o vazamento estiver em um cano ou em uma parte visível da pia da cozinha ou no banheiro, por exemplo, você pode aplicar massa adesiva no local afetado.

Para isso, pare com o abastecimento de água, fechando o registro, e secando bem a parte danificada para a aplicação da massa.

Para secar o cano o correto é drenar a água dele após o fechamento do registro, usando um balde para o líquido escorrer completamente.

Assim que a água for drenada, passe um pano na parte exterior do cano, e aplique a massa adesiva.

Espere o tempo determinado pelo fabricante do produto, e depois religue o registro.

Fita de fibra de vidro

Para fazer reparo em vazamento de água no seu imóvel, mesmo que temporariamente, outro produto muito bom é a fita de fibra de vidro.

O procedimento aqui é praticamente o mesmo do anterior, ou seja, primeiramente, você vai fechar o registro do local, e drenar a água do cano com um balde ou panela.

Em seguida vai secar a parte de fora que está danificada e passar a fita de fibra de vidro ao redor do tubo ou junta danificado.

Contudo, se a pressão de água no abastecimento de sua região for muito alta, é provável que esse reparo dure pouco tempo.

Kit de vazamento de tubos

Lojas de ferragens e armazéns em geral vendem os chamados kits de vazamento de tubos, que são compostos por acolchoamento de borracha e placas de metal projetadas para aplicação em canos.

De resto, o procedimento é basicamente o mesmo das dicas anteriores, ou seja, fechar o abastecimento de água e secar o cano danificado.

Em seguida, basta inserir o enchimento de borracha sobre a avaria (furo ou rachadura), incorporando as placas de metal nos acolchoados.

Reparos hidráulicos

Como reparar torneira pingando?

Uma das melhores formas de parar torneira pingando é desligando o registro geral, e desmontando a peça por inteiro para saber qual o problema dela. Muitas vezes, o pinga-pinga de uma torneira se deve ao desgaste natural da borrachinha de vedação dela, algo que pode ser substituído por uma nova peça.

Já nas torneiras do tipo ¼ o problema é outro, já que elas não possuem borrachinha de vedação. Quando elas apresentando algum problema de ficar pingando direto, o mais certo é que a avaria esteja localizada no reparo interno, que é a peça que garante a contenção de água. Caso continue pingando, deverá ser feita a troca do reparo completo.

Na maior parte das vezes, uma torneira pingando tende a aumentar o consumo de água sem que percebamos, porém, este pode ser um simples problema na peça interna da torneira que precisa ser trocada, sendo raras as ocasiões em que seja necessário comprar outra. A menos que o desgaste seja generalizado.

Como parar água da pia vazando por baixo?

Quando a agia da pia vaza por baixo, as causas podem ser a vedação gasta ou incorreta da torneira que está ocasionando isso, ou mesmo um simples problema no sifão localizado abaixo da cuba da pia. Em ambos os casos, você vai verificar onde está o vazamento em si, podendo providenciar o conserto você mesmo.

No caso do problema ser o sifão, veja onde exatamente está a localização do vazamento de água. Se ele estiver vazando pelas conexões com o ralo da pia ou nas roscas, então se trata de apertar melhor o sistema. Caso ainda esteja vazando, veja se a borracha de vedação está gasta, passando um veda rosca em volta da peça. Se não funcionar, o mais adequado é fazer a troca da peça por inteiro.

Agora se o vazamento de água estiver acontecendo na conexão da pia com a parede, você deve primeiro verificar se a vedação da pia ou da torneira está com algum defeito. Se o problema for na torneira, muitas vezes, uma vedação mais adequada resolve. Se for na parede mesmo, então o vazamento pode ser interno, o que vai demandar mais trabalho, sendo mais aconselhável chamar um encanador para fazer o conserto.

Como vedar canos de água com vazamento?

Existem muitas formas de vedar canos que apresentem vazamento. Uma das mais eficazes é a massa epóxi, usada bastante para casos onde a avaria do cano é apenas uma rachadura que pode ser remendada com muito pouco material. Nesse caso, ara fazer a aplicação, basta desligar o registro de água, secar a parte do cano que irá receber o produto e aplicar a massa epóxi após esta ser misturada conforme as instruções do fabricante.

O problema da massa epóxi é que se trata de um material não flexível, ou seja, não é um material muito recomendado para ser usado em locais da encanação que tenha grande mobilidade. Neste caso, o ideal é usar silicone, que além de ser tão resistente quanto o epóxi, é flexível, e pode suportar movimentações sem danificar.

Mas, caso o cano esteja muito avariado, o mais recomendável é não tentar vedá-lo, e sim, fazer a troca da peça, ou inteira ou parcialmente. Neste caso, você vai serra apenas a parte do cano que será trocada, pegando um pedaço de cano maior, tanto no comprimento, quanto no diâmetro (mas, não tanto), e fazer o encaixe, passando cola espacial em seguida.

Como consertar um cano de cobre furado?

Para consertar um cano de cobre furado, é necessário ter certa experiência nesse tipo de conserto, ou contratar alguém para fazer o reparo de maneira correta. Um dos melhores procedimentos é usando solda quente.

Nesse caso, você vai cortar a área que estiver com vazamento, usar luvas de cobre ou alargador de cano para realizar o novo encaixe e nos dois pontos do cano ou entre o cano e a luva, e aquecê-los até ficarem vermelhos. Coloque a vareta de foscoper na borda da soldagem para que as arestas sejam preenchidas, e espere o cobre esfriar naturalmente.

Contudo, você também pode usar solda fria, que são produtos que colam o cano com rigidez e segurança, tanto quanto a solda quente. Pra isso, lixe o cano e as luvas ou articulações onde ocorrerá a soldagem. Passe o produto apenas no local de encaixe e deixe descansar uns minutos até secar, fazendo um reparo por vez.

Como tirar vazamento de calhas?

Para tirar vazamento de calhas, é preciso saber exatamente qual o problema que se encontra no local: buracos, rachaduras ou simplesmente entupimentos. No último caso é bem mais simples, pois, irá ser feita apenas uma limpeza para resolver a questão.

Contudo, se o problema for algum buraco ou rachadura, você tem duas opções a depender do tamanho da avaria: ou faz a vedação da calha ou troca a peça por inteiro. Se o problema for pequena, a vedação é a mais adequada. Pra isso, você vai primeiro limpar o local, tirando folhas, e outras sujeiras e resíduos dali. Onde tiver ferrugem, esfregue bem com uma escova de aço, ou então use um alicate para cortar o metal.

Depois, é só se preparar para vedar a calha, tapando o buraco ou unindo as juntas e condutores de alumínio ou vinil. Aplique o selante, unindo bem as juntas caso seja necessário, e deixe tentar secar por cerca de 24 horas.

Como consertar chuveiros pingando?

Para consertar chuveiros pingando, em geral, é muito simples, pois, a maioria dos problemas desse tipo consiste em uma ou outra peça gasta que pode ser facilmente trocada. Caso o chuveiro seja elétrico, é preciso primeiro desligar a energia do imóvel para evitar acidentes como choques.

Depois, o próximo passo é desligar o registro geral, independente do tipo de chuveiro. Para o conserto, o ideal é usa uma chave de fenda para retirar o parafuso do registro, removendo em seguida a peça de acabamento. Com a ajuda de um pano, seque bem a parte interna da instalação do chuveiro.

Depois é só retirar a haste e a porca com o auxílio de uma chave de boca, desenroscando o acabamento que fica na parede. Veja então se o anel de vedação, que é feito de borracha, está desgastado. Verifique também se a rosca do registro está danificada. Troque todas as peças que estiverem defeituosas e remonte o chuveiro seguindo o mesmo passo a passo.

O que é bom pra tirar umidade de parede?

Para tirar umidade de parede, você pode usar, por exemplo, cloro ou água sanitária para, primeiramente, remover sujeiras e outras coisas, tipo bolor e mofo. São produtos que conseguem matar fungos e evitam que o problema continue no local. O indicado é borrifar claro ou água sanitária no local e esperar alguns minutos. Depois, é só limpar o lugar com esponja macia e sabão neutro.

Em seguida, para manter o local totalmente livre de mofo, a recomendação é lixar e raspar bem a parte afetada da parede. Caso perceba que o reboco também foi atingido pelo mofo, o ideal é retirá-lo. Assim, você estará garantindo que o problema estará definitivamente resolvido.

Logo após a raspagem, a indicação é aplicar o produto impermeabilizante, o que irá garantir que nenhuma umidade penetre naquela superfície e estrague o local. Somente depois da aplicação do produto é que você irá pintar a parede, preferencialmente com uma tinta anti-mofo.

Cuidados com reparos

Em época de chuva

Não é recomendado fazer consertos hidráulicos em época de chuva. Um dos principais motivos pra isso é que em boa parte dos consertos são usados materiais que servem que precisam de um tempo que esteja quente pra poderem secar e prender as partes que estavam avariadas.

Além disso, se o conserto for em uma instalação hidráulica fora do imóvel, na área externa, épocas de chuvas complicam mais o conserto, especialmente, para fazer a reforma depois, deixando a área mais exposta a outras avarias.

Portanto, o mais recomendável é fazer qualquer conserto em épocas de sol, a menos que o problema seja muito grave e que não possa aguardar, como, por exemplo, infiltrações provocadas no teto justamente por chuvas.

É necessário desligar toda a água?

Sim, para consertos hidráulicos é preciso fazer o fechamento completo do registro de água. Primeiramente porque é praticamente impossível fazer um conserto desses com a água ligada, especialmente pelo fato de que, por mais simples que o reparo seja, muitas vezes, é necessário desmontar a peça por completo, e com a água ligada, um procedimento desses inundaria a casa.

Outro motivo é que para realizar o conserto hidráulico de muitos locais é necessário que o lugar esteja limpo e seco, pois ele receberá em alguns casos produtos como massa ou cola que precisarão secar para fazer o efeito desejado.

Além disso, desligar o registro de água garante que você não tenha mais desperdícios com o vazamento localizado a partir daquele momento, sendo recomendável só religá-lo após o conserto finalizado.

É preciso quebrar tudo?

Não, em um conserto padrão, uma empresa de caça vazamento não precisa quebrar muito para encontrar e consertar vazamento de água. Isso porque os técnicos dessas empresas fazem uso de aparelhos tecnológicos avançados que garantem localizar vazamento com bastante precisão e eficácia.

Dessa forma, eles só vão quebrar a estrutura externa no local onde está acontecendo o problema, o que também facilita para fazer a reforma posterior, gastando menos materiais de construção, e economizando tempo e dinheiro para o cliente.

O quebra-quebra só será muito grande se a avaria for bastante extensa e abranger uma grande área da rede hidráulica do imóvel. Fora isso, um conserto feito por empresas de caça vazamento tende a ser o menos danoso possível.

Cuidados ao tentar um conserto

Nunca faça cavações sem saber a localização exata de um vazamento, pois é bastante perigoso, podendo causar riscos físicos e financeiros a você.

Caso planeje consertar um vazamento do vaso sanitário sozinho, então, uma dica é descobrir quantos anos mais ou menos a residência tem. Ao tentar consertar esse vazamento, você pode descobrir que isso pode causar outros danos, principalmente por causa de juntas e borrachas velhas.

Caso você suspeite de que o vazamento se encontra no aquecedor de água, a melhor opção é chamar um especialista. Nunca enfie, por exemplo, uma chave de fenda na parte de dentro, pois você pode atravessar os fios e perfurar o tanque.

Por fim, se você encontrar algum tipo de vazamento, e decidir cavar, ligue para a companhia que fornece água na sua região, podendo esta ser a Sabesp, no caso de São Paulo, e pedir que marquem algum serviço em sua propriedade.

Como descobrir onde passa o cano de água?

Para descobrir por onde passa o cano de água, o mais recomendável é que você tenha em mãos a planta da casa, onde estarão localizados todos os canos, daqueles que ficam embutidos nas paredes, até os que estão debaixo d piso. Dessa forma, fica mais fácil fazer uma reforma, ou mesmo detectar um vazamento do qual você esteja desconfiado.

No entanto, se não tiver a planta da casa, algumas dicas podem ajudar. A encanação sempre ficar a mais próxima possível das saídas de água do imóvel, como torneiras e chuveiros, por exemplo. Basta saber que próximo de torneiras e outras saídas de água há um encanamento ali.

Se o imóvel ainda estiver em fase de construção ou foi preciso fazer uma grande reforma, abrindo paredes e pisos, recomenda-se também tirar fotos dos locais para saber por onde alguns canos específicos passam.

Como tratar infiltrações em paredes?

Infiltrações por capilaridade são aquelas que vêm do solo e alcançam as paredes. A melhor forma de tratar infiltração desse tipo é usar certos produtos após fazer o conserto e a limpeza do local, como os impermeabilizantes, os antiumidades e os antimofos. Porém, antes de usar qualquer um desses materiais, o mais recomendado é consultar um especialista para saber qual o melhor produto para o problema em si.

Além disso, existem métodos para eliminar umidade por capilaridade, como, por exemplo, a drenagem, que é quando o nível do lençol freático se eleva, fazendo com que o imóvel sofra com uma umidade por capilaridade. Também pode ser útil aplicar isolamento hidrofóbico nas paredes, sendo um dos métodos mais onerosos de todos.

Temos também a injeção de resinas para preenchimento de capilaridades, que formam uma espécie de barreira protetora contra a umidade, e mais as chamadas barreiras elétricas, fazendo com que as umidades dos pisos e paredes “desçam” até o solo, secando os locais de maneira progressiva.

O que fazer quando um cano estourar?

A partir do momento em que você notar que um cano das instalações hidráulicas de seu imóvel estourou, o mais indicado é fechar o registro imediatamente em primeiro lugar. Assim, você estará evitando que a água passe para os cômodos da casa, além de evitar maiores desperdícios.

Após isso, tente localizar vazamento de água no local exato onde o cano estourou, não se esquecendo de desligar a chave de força no local do foco do problema. Logo depois, você vai analisar o estrago, e constatar se pode ou não consertar o cano. Caso não possa, o recomendável é chamar um encanador o quanto antes.

E se a avaria não for muito grande, basta serrar a parte estourada do cano, e colocar uma nova. Esse novo pedaço de cano deverá ser um pouco maior em comprimento e diâmetro para que se encaixe entre as duas partes da tubulação. Se for um cano PVC, basta usar cola pra vedar, e se for de metal, o uso de solda é o mais recomendável. Lembrando que o local de conserto precisa estar limpo e seco.

Como saber se a boia da caixa d'água está estragada?

Para saber se a boia da caixa d’água está estragada ou não, é importante verificar o reservatório de tempos em tempos, pelo menos, a cada 6 meses. Caso seja encontrado algum defeito por desgaste do tempo ou por falha do próprio material, você deve proceder com a troca da boia.

Pra troca essa peça, basta fechar o registro que faz a alimentação da caixa d’água, e abri todas as torneiras, bem como dar descargas sucessivas para reduzir o nível da água. Em seguida, basta tirar a boia com um alicate de bombeiro, limpar a vedação antiga, passando fita veda rosca no local, instalando uma nova boia.

Lembrando também que há duas formas de controlar a pressão da boia a fim de impedir que ela se danifique com facilidade. Uma delas é instalar uma peça específica que sirva para alta pressão, e a outra maneira é colocar um regulador de pressão.

Consertos em indústrias

Quando se trata de fazer o reparo de vazamentos em imóveis como casas e apartamentos, geralmente, o conserto é simples, mesmo que o problema seja um pouco mais complexo.

Há duas causas para avarias hidráulicas em indústrias.

São elas:

  • Físicas/mecânicas: ocasionadas por dilatações e contrações no encanamento por conta de variações de temperaturas ou atritos.
  • Químicas: causadas por corrosões devido a produtos químicos ou mesmo em decorrência de poluição do ambiente.

Já os vazamentos em si nesse tipo de imóvel são as seguintes:

  • Em tanques de metal e reservatórios (de água, combustíveis ou produtos químicos).
  • Em flanges (e também em juntas) de colunas de destilação.
  • Em junções de máquinas.
  • Em linhas de vapor e de ar comprimido.
  • Etc.

Já para o reparo dessas avarias precisa ser feito de forma rápida, sempre com produtos seguros, como as resinas epóxi e bandagens industriais.

As vantagens desses produtos são imensas, como:

  • Conserto rápido (com a volta da produção imediatamente depois);
  • Não modificam as propriedades do metal em certos locais, porque não precisam de calor para a aplicação;
  • São resistentes e fáceis de aplicar.

No entanto, esses produtos são ótimos para conserto e reparo de pequenas avarias nas máquinas e tubulações de indústrias.

Caso a avaria seja muito grande e profunda, a recomendação é a contratação de técnicos profissionais de caça vazamentos.

Desvantagens do conserto próprio

Ao optar por não contratar um profissional para solucionar problemas hidráulicos, existem diversas desvantagens a serem consideradas, o que torna importante avaliar se realizar o conserto por conta própria realmente é a melhor escolha.

  • Falta de conhecimento técnico: a realização de um conserto hidráulico exige conhecimento específico para garantir que a falha seja corrigida de maneira eficiente.
  • Equipamentos e ferramentas: é preciso entender terminologias específicas para comprar as peças e ferramentas necessárias, o que pode gerar retrabalho e aumentar o preço do conserto.
  • Dificuldade em usar as ferramentas: algumas ferramentas e peças possuem um jeito específico de serem usadas e encaixadas, e não saber usá-las corretamente pode causar problemas e quebrar algo.
  • Identificação e localização do problema: encontrar e identificar a origem do problema pode ser difícil e levar muito tempo, além de correr o risco de consertar algo "errado".
  • Risco de piorar a situação: mesmo um erro pequeno pode agravar a situação e causar um estrago maior, precisando de um reparo mais caro.

Serviços de caça vazamentos

O técnico que presta os serviços de caça vazamento, primeiramente vai colher todas as informações que o cliente puder oferecer.

É importante que o usuário forneça todas as informações necessárias, desde os sinais que ele percebeu (como goteiras e manchas em paredes e tetos), até a quantidade de tempo que os problemas começaram.

Com esses dados em mãos, o técnico (que pode ser um encanador hidráulico residencial, por exemplo) vai usar algumas ferramentas para fazer a localização mais precisa possível da avaria.

Equipamentos de detecção

Dentre os equipamentos de tectecção, podemos citar:

  • Geofone;
  • Vídeo Inspeção;
  • Câmera Termográfica;
  • Detector de Umidade.

Testes de detecção

Além disso, há alguns testes que podem ser feitos para facilitar a detecção dessas avarias antes do conserto, como:

  • Estanqueidade (relacionado à impermeabilização e má vedação);
  • Pressurização (aumento da intensidade do vazamento);
  • Traçador químico (produto colocado no encanamento para uma detecção mais precisa).

Através desses testes, o técnico verifica qual a extensão da avaria, e, por consequência, qual o melhor conserto para ser aplicado ali. Isso evita perda de tempo, e também desperdícios que podem causa aumento de consumo, ou mesmo danos na estrutura do local.

Sem contar ainda que esse procedimento evita muito quebra-quebra desnecessário no local.

Contratação

Para garantir que o reparo de vazamentos de água seja feito de maneira rápida, precisa e eficaz no seu imóvel, vale a pena seguir alguns conselhos básicos.

O primeiro deles é pesquisar a reputação da empresa que você pretende contratar os serviços, como no site “Reclame Aqui”.

Aproveite também, e verifique o tempo de mercado que ela atua na área, pois, esse dado mostra se a empresa tem estrutura e competência para prestar um serviço de reparo de qualidade.

Por fim, veja se os seus técnicos oferecem garantia após a conclusão do serviço, que tem que ser de, pelo menos, uns 2 anos.

Preço, vantagens e benefícios

De um modo geral, no caso da contratação da Ligeirinho Caça Vazamentos, as vantagens e benefícios vão muito além do valor do reparo. Dentre eles, por exemplo, você evita erros, perda de tempo e até prejuízos financeiros.

A detecção da avaria, por sua vez, tem um valor a partir de R$ 149,00.

Já para determinar quanto vai custar o conserto, os técnicos ou encanadores levam em consideração o seguinte:

  • Tamanho da avaria;
  • Tipo de imóvel;
  • Dificuldade de localização;
  • Necessidade ou não de reposição de peças;
  • Tempo gasto para a conclusão do serviço.

Lembrando, no entanto, que esse orçamento pode ou não ser aprovado pelo cliente.